A manipulação automatizada da nutrição parenteral usa a tecnologia para proporcionar segurança ao paciente. Ela reúne, como nos métodos tradicionais manuais, componentes nutritivos capazes de atender às necessidades de cada indivíduo, com o auxílio de uma máquina.

Recomendada com frequência para pacientes que apresentam quadros de desnutrição, prematuridade ou alterações do processo digestivo, a nutrição parenteral fortalece a saúde física. Bastante comum no tratamento de pessoas com câncer e daquelas que têm doenças gastrointestinais, a terapia nutricional parenteral adequada permite que a intervenção seja bem-sucedida, evitando a evolução para a desnutrição grave e a morte.

Hoje, a nutrição parenteral é realizada por meio de misturas de nutrientes, entre os quais se inclui a manipulação automatizada. Continue a ler nosso artigo a seguir e entenda como funciona o procedimento e quais são suas principais características!

Diferenças entre manipulação automatizada e manual

Na manipulação automatizada, todos os componentes (macronutrientes, vitaminas, eletrólitos, água e oligoelementos) da nutrição parenteral são reunidos em uma única bolsa, a partir de uma máquina infusora. Ou seja, um dispositivo automatizado permite a distribuição dos componentes e a inserção deles no recipiente.

Já a manipulação totalmente manual consiste em diferentes conectores nos quais se reúnem aminoácidos, gorduras, glicose e eletrólitos, vitaminas e oligoelementos, por inserção manual, em uma bolsa.

Benefícios da manipulação automatizada

Trabalhar com manipulação automatizada no setor farmacêutico, mais especificamente na nutrição parenteral, permite que a tecnologia escolhida faça uma composição da fórmula do paciente de maneira mais segura, eficiente e precisa.

Outra vantagem da manipulação automatizada é apresentar, em relação ao método manual, a condição de não requerer grande quantidade de manipulações de recipientes de infusão, além de seringas e agulhas.

Escolha e implementação da tecnologia de manipulação automatizada

Para implementar um software de manipulação automatizada na nutrição parenteral, é imprescindível que os farmacêuticos responsáveis tenham conhecimento sobre seu funcionamento e sigam as medidas de segurança recomendadas, para que haja redução de riscos.

Recomenda-se o diálogo com o fornecedor, a fim de compreender se o software atende às necessidades da organização. Assim, a ferramenta consegue melhorar o atendimento ao cliente e fazer com que a eficiência da equipe aumente.

A tecnologia selecionada pode se integrar ainda a outros programas farmacêuticos já utilizados, de modo que o tempo antes dedicado à nutrição parenteral passe a ser voltado a otimizar práticas de higienização da matéria-prima, reorganizar produtos e garantir a qualidade dos demais serviços prestados.

Com uma equipe profissional adequadamente preparada, a manipulação automatizada da nutrição parenteral figura como solução eficaz para melhorar a produtividade no ambiente de trabalho e a segurança do paciente.

Ainda tem dúvidas sobre o tema e deseja saber mais? Então deixe seu comentário na publicação!

Escreva um comentário